Conselho Universitário da UEMASUL se reúne e aprova Programa de Bolsas de Permanência

Na tarde do último dia 15 aconteceu a segunda reunião ordinária do Conselho Universitário da UEMASUL. O CONSUN é o órgão máximo de consulta e deliberação sobre política interna, gestão, orçamento, entre outras competências. Nesta reunião, o novo secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles, tomou posse de assento no Conselho e reiterou o compromisso do governo do Estado com a UEMASUL. A coordenadora do curso de administração do campus de Açailândia, Nathália Pereira, também foi empossada.

Dentre os assuntos discutidos na reunião, foi aprovada a criação do Programa de Bolsas de Permanência, que tem como principal motivação proporcionar auxílio financeiro aos alunos que se encontrem em situação de carência socioeconômica, garantindo a permanência desses estudantes na universidade. O programa disponibilizará 33 bolsas para 2017, sendo 10 destinadas para indígenas e quilombolas. Cada aluno participará de projetos culturais, de extensão ou atividades administrativas, em uma carga horária semanal de 12h. O edital de inscrição estará disponível nas próximas semanas.

De acordo com Davi Telles, esta pauta já havia sido encaminhada a ele pelo governador Flávio Dino. “Por determinação do governador estamos iniciando o programa de Bolsas de Permanência na UEMASUL, que está na vanguarda deste tipo de ações e já servirá de exemplo para toda a rede estadual”, acrescentou o secretário.

No seguimento da pauta, esteve a aprovação do PDI – Plano de Desenvolvimento Institucional para os anos de 2017 a 2021. O Plano é o guia das ações da UEMASUL em todos os âmbitos e municípios da área de abrangência da Universidade. “Nosso PDI considera a importância da educação, ciência e tecnologia, enquanto forma de impulsionar o desenvolvimento regional e elevar os índices e indicadores sociais e econômicos do Maranhão”, afirmou a reitora e presidente do CONSUN, Elizabeth Nunes Fernandes.

Ainda nesta reunião foram debatidas e encaminhadas as tratativas para  processo eleitoral para Reitor, Vice-Reitor, Diretor de Centro e Diretor de Curso da UEMASUL. “As eleições acontecerão ainda em 2017, e de forma transparente e democrática a comunidade acadêmica poderá escolher quem estará a frente da administração superior de nossa universidade nos próximos anos”, informou o Vice-reitor Expedito Barroso.

No Conselho Universitário, todos os assuntos debatidos e suas respectivas decisões são registrados em ata, que após a assinatura dos conselheiros, se torna público e disponível para toda a comunidade acadêmica tomar ciência.

UEMASUL tem atividade especial para o inicio do semestre letivo

O primeiro semestre da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão foi cheio de novidades para estudantes e professores, pois representaram as primeiras aulas da nova instituição. Em meio a reformas, adequações e novas estruturas organizacionais, as atividades acadêmicas aconteceram dentro do programado e retornaram esta semana para todos os cursos nos campi de Imperatriz e Açailândia.

Em Imperatriz, para recepcionar os alunos, principalmente os calouros, uma programação foi elaborada em parceria entre o Diretório Central dos Estudantes – DCE Josias Morais e a reitoria, que atendeu os 3 períodos letivos. “Assim como no semestre passado, a recepção acontece para dar direcionamentos e tirar dúvidas. Este acolhimento é fundamental para situar os estudantes e ajudá-los a aproveitar ao máximo a universidade”, afirmou a reitora Elizabeth Nunes Fernandes, que destacou a importância do movimento estudantil neste processo.

O campus de Açailândia também promoveu uma recepção para os estudantes. Além de uma atividade cultural com apresentações musicais feitas pelos próprios alunos, a programação ficou marcada pela Aula Magna do curso de Engenharia Civil, a mais nova graduação da instituição. O convidado para palestrar para os calouros do curso foi o engenheiro Wagner Nascimento, que é inspetor Chefe do CREA e funcionário da Secretaria de Obras do Município. “Este é um curso de suma importância, pois é uma gama de novas oportunidades para os estudantes e para a cidade. É uma grande evolução para a cidade”, declarou Wagner Nascimento.

Com ampla participação dos estudantes nos dois campi, a atividade foi avaliada positivamente tanto pela organização, quantos pelos participantes. Para a caloura Maria Rebeca, a atividade foi muito importante, pois além de informar os estudantes, a atividade também é um estímulo para o período letivo.  “Eu estou muito empolgada, pois dá para perceber que a UEMASUL oferece várias possibilidades para o aluno”, finalizou a caloura.

DIA 11 DE AGOSTO DIA DOS ESTUDANTES

Em meio à grande crise econômica, política e social que assola o país  e as graves notícias sobre as consequências de tal crise nas universidades  estaduais do Brasil, escancarando a política de desmonte do ensino superior público em diversas regiões do país,  a comunidade acadêmica  estudantil  da UEMASUL  tem muito a comemorar. A mais  nova universidade estadual do Brasil, encontra-se em  plena efetivação, com a participação e o controle social dos  vários agrupamentos do Movimento Estudantil –  DCE “ Josias Morais e Centros Acadêmicos.

Cada conquista, cada enfrentamento, cada luta travada nesses 08 primeiros meses de existência, a UEMASUL contou com a atuação comprometida e crítica dos ativistas e militantes do Movimento Estudantil. Nesse, 11 de agosto,  a direção superior da UEMASUL em nome de todo corpo docente e administrativo, saúda  a comunidade estudantil no seu dia.

Por uma Universidade forte, democraticamente acolhedora e pedagogicamente comprometida com o presente e o futuro  de seus integrantes.

 

HISTÓRIA DO DIA DO ESTUDANTE

No dia 11 de agosto, é comemorado, no Brasil, o Dia do Estudante. Essa comemoração acontece desde o ano de 1927 e teve como ponto de partida algo que ocorreu cem anos antes, isto é, em 1827, na época do recem-instituído Império Brasileiro. Em 11 de agosto de 1827, o então imperador Dom Pedro I autorizou a criação das duas primeiras faculdades do Brasil, a Faculdade de Direito de Olinda, em Pernambuco, e a Faculdade de Direito do Largo do São Francisco, em São Paulo. Por esse motivo, no dia 11 de agosto, também se comemora o Dia do Advogado no Brasil.

Saiba mais  http://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-estudante.htm

UEMASUL participa de posse do novo Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação

A tarde desta terça-feira (08) foi de mudanças nas estruturas do Governo do Estado. O governador Flávio Dino empossou, em solenidade no Palácio dos Leões, o Advogado e professor Davi Telles como novo secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) do Estado. O secretário tem mestrado em Direito Social na Universidade de Sorbonne (França) e ocupou o cargo de presidente da CAEMA nos últimos 31 meses. Jhonatan Almada, que ocupava o cargo ficará exclusivamente à frente do IEMA como reitor.

Apesar de ter autonomia administrativa e orçamentária, a UEMASUL está ligada a SECTI e compõem junto da UEMA, IEMA e diversos projetos e programas, o Sistema Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. “A UEMASUL é um pleito histórico da população da região tocantina que o Governador Flávio Dino teve a ousadia e a coragem de fazer acontecer. Nosso desafio é fazer a UEMASUL chegar a um patamar de excelência acadêmica e assim desenvolver o seu papel estratégico na difusão e fortalecimento da Ciência e Tecnologia na região e em todo o estado”, afirmou o secretário.

Cumprindo uma extensa agenda em São Luis, a reitora da UEMASUL, Elizabeth Nunes Fernandes, e o vice-reitor, Expedito Barroso estiveram presentes na solenidade. “É o momento de desejar sucesso ao novo secretário, nos colocando a inteira disposição para contribuir com o que for necessário para que o bom trabalho que vinha sendo desenvolvido por Jhonatan Almada, tenha continuidade com o Davi Telles”, declarou a reitora da UEMASUL.

De acordo com o governador Flávio Dino, os ajustes de equipe são naturais para obter ainda maior eficiência administrativa e fixação de novas metas para cada um deles. “À vista de tantos desafios é normal que o Governo faça mudanças na equipe visando a garantia e a continuidade do dinamismo e da concretização das metas”, pontuou o governador.

Para o governador, esses remanejamentos são normais, “tendo em vista que nós precisamos otimizar os nossos recursos materiais e humanos”, e por isso mesmo cabe a quem tem essa atribuição fazer essas mudanças táticas, mantida a mesma orientação, o mesmo programa e propostas, “visando a que nesse período de um ano e meio deste mandato de Governo a gente consiga colher resultados ainda mais expressivos”.

Divisão de extensão e assuntos comunitários divulga resultado de edital PIBEXT/UEMASUL

Uma das grandes conquista acadêmicas com a criação da UEMASUL foi o aumento significativo do números de bolsas de pesquisa, extensão, trabalho e de assistência estudantil. Em edital inédito, a UEMASUL ofereceu 30 bolsas de extensão envolvendo os seguintes eixos ou áreas temáticas extensionistas: Comunicação, Cultura e Arte, Educação, Meio Ambiente, Saúde, Tecnologia e Trabalho.

Para avaliar os projetos inscritos, uma comissão de avaliação externa foi instituída, composta por 9 professores mestres e doutores da UFMA, IFMA e UNISULMA. De acordo com a avaliadora Profª Me. Sheryda Carvalho destacou que foram analisadas a pertinência dos objetivos e a adequação da metodologia proposta. “Observamos principalmente a conexão entre o trabalho da universidade e a comunidade que se pretende trabalhar. Se há de fato um envolvimento e retorno papa a comunidade”, explicou a avaliadora.

Para o chefe da Divisão de Extensão e Assuntos Comunitários, o Prof° Dr. Jailson Macedo a participação dos avaliadores externos foi de extrema importância para garantir um seleção transparente e qualificada. “É a nossa primeira experiência enquanto UEMASUL e a colaboração destes avaliadores com as suas experiência e colocações serão fundamentais potencializar os projetos e seus resultados, abrindo a possibilidade para aumentar o número de bolsas para os próximos editais”, afirmou o professor.

De acordo com o edital, as proposta que não foram aprovadas poderão encaminhar recursos para avaliação da divisão até o dia 09/08. Já os alunos e professores que tiveram seus projetos aprovados devem encaminhar à Pro-reitoria de Gestão e Sustentabilidade Acadêmica os documentos e formulários disponíveis no site da UEMASUL.

O resultado está disponível no link: https://goo.gl/Yuucdd

Programação completa com local e horários

14/08 – Ensaio Geral obrigatório para todos os formandos 

Local: Primeira Igreja Batista de Imperatriz (R. Hermes da Fonseca, 30 – Centro, ao lado do Centro de Convenções)

Horário: 19h

 

15/08 – Missa dos Formandos

Local: Igreja de Fátima (R. Simplício Moreira, S/N – Centro, em frente a Praça de Fátima)

Horário: 19h

 

16/08 – Culto dos Formandos

*A definir 

 

17/08 – Colação de Grau

Local: Primeira Igreja Batista de Imperatriz (R. Hermes da Fonseca, 30 – Centro, ao lado do Centro de Convenções)

Horário de assinatura de atas para formandos: 18h as 19h30

Horário de início da solenidade: 20h

Oficina “Educação Científica: Como fazer uma feira de ciência através do Estudo Baseado na Investigação?”

A Oficina “Educação Científica: Como fazer uma feira de ciência através do Estudo Baseado na Investigação?”, é direcionada para professores da educação básica dos municípios da área de abrangência da UEMASUL.  Os palestrantes do evento serão os professores Carlos Wagner Costa Araújo (UNIVASF) e Marcos Antônio Pinto Ribeiro (SEDUC-PE), com grande experiência em Educação Científica.

Atividade 1 – Abertura e Mesa Redonda – 8h às 12h

• Histórico das feiras e mostras científicas

• Principais críticas ao formato tradicional

• Como fazer uma Feira de Ciências na escola e na região?

• Como fazer um projeto investigativo?

• Quais as feiras acontecem no Brasil? Como participar?

• Quanto custa?

• Regulamento

• Premiação

Atividade 2:  14h às 18h

•Oficina – Ensino Baseado na Investigação: Temática Resíduos Sólidos

Reitora da UEMASUL acompanha obras em novo campus de Imperatriz

Criada para ser uma das referências da educação superior na região, a Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão encontra-se em franca expansão. Além das obras nos Campi de Imperatriz e Açailândia, que estão readequando suas antigas estruturas, dois novos campi devem fazer parte da universidade nos próximos anos. O primeiro, na cidade de Estreito, está sendo construído pela prefeitura municipal e será doado para UEMASUL e, um segundo campus está sendo construído em um terreno doado pelo Sindicato Rural de Imperatriz, nas proximidades do Parque de Exposições Lourenço Vieira da Silva, as margens da BR 010.

O novo campus de Imperatriz foi concebido para, em um primeiro momento, abrigar o Centro de Ciências Agrárias – CCA, mas a tendência é que com novos cursos sendo criados, os quase 6 mil metros quadrados de área do novo campus abrigue também outros centros. “O prédio foi projetado com 20 salas de aulas, 21 laboratórios, salas administrativas e auditório visando inicialmente atender às demandas do CCA. Porém a área total do terreno nos permite pensar em um futuro construir novos prédios e aumentar a oferta de vagas, melhorando também a qualidade do ensino”, afirmou Elizabeth Nunes Fernandes, reitora pró-tempore da UEMASUL, que esteve pessoalmente no canteiro de obras.

Acompanhada do staff da universidade, a reitora fiscalizou as últimas intervenções do maquinário na terraplanagem do terreno, etapa que está prevista para encerrar no final desta semana. “De acordo com o cronograma apresentado pela construtora, já iniciaremos o mês de Agosto com os operários e as máquinas preparando a fundação do prédio. E com o apoio da Secretaria Estadual de Infraestrutura estaremos rotineiramente acompanhando de perto as obras”, explicou a reitora.

Além das salas de aulas, laboratórios e auditório, o prédio contará também com amplo estacionamento, área externa para pesquisas, biblioteca, banheiros e já se estuda a implantação de um Restaurante Universitário. O total da obra foi orçado em cerca de 11 milhões de reais, financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES e a conclusão das obras estão previstas para o segundo semestre de 2018.

Seminário expõe experiências acadêmicas voltadas para o meio ambiente

A extensão acadêmica compreende ações da universidade junto à sociedade, disponibilizando ao público externo à universidade o conhecimento adquirido com o ensino e a pesquisa desenvolvidos dentro da instituição. Neste sentido, o I Seminário de Prática em percepções Ambientais, promovido pelo curso de Ciências Biológicas, reuniu alunos de cursos diversos da universidade para assistir às apresentações das experiências dos acadêmicos do 7º período de Licenciatura em Ciências Biológicas.

A ideia do evento surgiu após a finalização dos trabalhos da disciplina, em que cada grupo produziu um artigo com todos os passos dos projetos, resultados e impressões sobre as atividades propostas nas escolas. Para compartilhar as experiencias com mais acadêmicos, foi formatado o seminário.

As práticas foram aplicadas em 10 escolas da rede pública de Imperatriz, com alunos do ensino fundamental e médio. Segundo a professora Stéfanie Sorrá, a percepção ambiental é uma maneira de fazer com que as pessoas se vejam como agentes transformadores do meio ambiente. “A melhor forma de mostrar isso é começando pela base, que são os alunos do ensino básico e que depois de serem apresentados aos temas, tem maior consciência ambiental e mudam de postura”, afirma.

Um dos grupos trabalhou o descarte incorreto do óleo de cozinha e os impactos no meio ambiente com os alunos de uma turma de 1º ano no Colégio Estadual Nascimento de Moraes, e uma das atividades propostas foi a coleta de óleo usado para doação à ASCAMARI (Associação dos Catadores de Material Reciclável de Imperatriz).

Mas não somente os estudantes das escolas foram parte da transformação. Segundo a professora responsável pelo evento, os acadêmicos puderam perceber a importância da prática, sentirem os desafios, e adquirir mais sensibilidade. “Alguns grupos trouxeram os alunos para conhecerem os laboratórios da UEMASUL, que a maioria jamais tinha visto. Nós pudemos ver crianças e adolescentes maravilhados com a biologia, alguns até com lágrimas nos olhos”, relata.