UEMASUL discute projeto de expansão da instituição

A criação da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão simboliza um farol de esperança para os municípios da região que sonham com possibilidade de oferecer o ensino superior para seus munícipes. A UEMASUL por sua vez, em conformidade com o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), que prevê diretrizes de expansão da instituição, tem elaborado planos de implantação de Unidades Avançadas para a formação de polos que contemplem toda a região tocantina.

Neste sentido, a reitoria da UEMASUL recebeu na última terça-feira (12), o Secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles, que presidiu a reunião que contou com a presença da prefeita de Amarante, Joice Marinho, além de vereadores e secretários de educação dos municípios de Amarante, Buritirana e Sítio Novo. A reunião teve como pauta única o projeto de expansão da UEMASUL que contempla a implantação de uma Unidade Avançada da UEMASUL na cidade de Amarante, formando um polo com as cidades de Buritirana e Sítio Novo.

Amarante sediou em Agosto uma audiência pública intermunicipal, onde representantes dos poderes públicos, da sociedade civil e diversos estudantes se manifestaram favoráveis à implantação da UEMASUL. “O polo da UEMASUL em Amarante, representa uma grande conquista para o povo daquela região.  Os nossos estudantes não vão precisar mais se deslocar para Imperatriz, ou outras regiões, em busca da qualificação. Lutamos e conseguimos esta vitória na área da educação”, ressaltou a prefeita de Amarante, Joice Marinho.

A tendência é que o curso Intercultural Indígena seja um dos oferecidos com a instalação da Unidade Avançada em Amarante, uma das cidades com maior população indígena da região e de todo o estado. Fabiana Guajajara, educadora indígena destaca a importância desse movimento. “Este momento é um marco histórico para a população, inclusive para os povos indígenas que estão naquela região e que também serão contemplados”, afirma.

Durante a reunião, o Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles, ressaltou o significado da criação da UEMASUL, e destacou o propósito da instituição em relação à expansão do ensino superior, na região Tocantina. “A UEMASUL já nasce nesse intuito de interiorização e regionalização da educação superior, visando o desenvolvimento local e regional”, explica. “Tão logo o governador recebeu o ofício deste colegiado de municípios, nos foi demandada a missão de dialogar e dar os encaminhamentos práticos para que o pleito fosse atendido”, finalizou o secretário.

A reitora da UEMASUL Elizabeth Nunes Fernandes comentou a respeito da criação e implantação de Unidades Avançadas da UEMASUL na região. “Esta proposta contempla as demandas mais urgentes dos nossos municípios, que sofrem com a falta de formação e qualificação dos seus professores, e consequentemente com a qualidade do ensino básico ofertado. Sabemos que é impossível criar um centro ou campus da UEMASUL em todos os 22 municípios da região, mas, com o comprometimento do Governo do Estado e dos gestores municipais, certamente estaremos levando a UEMASUL cada vez mais longe, abrindo novas vagas e democratizando cada vez mais o ensino superior em nosso estado”, afirmou a reitora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *