UEMASUL recebe novo laboratório de informática para campus de Açailândia

A Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão foi instituída através da lei nº 10.525, porém a sua consolidação passa por uma série de ações integradas do Governo do Estado. Ainda no início do ano, a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), assinou um termo de cooperação com a UEMASUL, que tem garantido avanços importantes para que a mais nova universidade do Brasil pudesse de fato representar um novo contexto social e educacional em nosso estado.

Em agenda de trabalho na região tocantina, o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada, inaugurou em Açailândia um novo laboratório de informática para a UEMASUL. “Uma de nossas prioridades é apoiar a consolidação da instituição, e nesse sentido, nós fizemos a doação de um laboratório de informática completo para o campus de Imperatriz e agora estamos inaugurando o de Açailândia”, disse o secretário.

Apoiar a regionalização da educação superior foi um compromisso de campanha de Flávio Dino, hoje uma força tarefa foi formada pelas secretarias do governo tem honrado este compromisso. “E nossa missão, enquanto secretaria, é contribuir para a consolidação da UEMASUL. Uma das formas dessa contribuição é apoiar o processo de modernização tecnologia e de condições de infraestrutura laboratorial para os cursos que aqui acontecem”, enfatizou Jhonatan Almada. O laboratório conta com 22 computadores completos, um investimento de R$ 100 mil que inclui também os mobiliários.

De acordo com Elizabeth Nunes Fernandes, reitora da UEMASUL, o comprometimento da SECTI tem sido fundamental para que a instituição cumpra a sua vocação. “Sem este valoroso apoio, talvez fosse necessário 3 ou 4 meses, no mínimo, para comprar e instalar este laboratório. Mas nossas demandas são urgentes e por mais que estejamos pensando uma Universidade para os próximos 100 anos, ainda precisamos nos preocupar com a formação dos alunos hoje”, afirmou a reitora.

Jhonatan Almada informou que a secretaria também está trabalhando na implantação de internet de banda larga para os campi de Açailândia e Imperatriz e o trabalho já está em fase de planejamento de implantação da rede. “A primeira etapa deve ser encerrada neste mês de junho para que, no segundo semestre, iniciemos o processo de definição de datas e implantemos a Rede de Internet gratuita do Maranhão, Maranet, o que vai permitir a conexão do campus de Açailândia e Imperatriz à Rede Nacional de Ensino e Pesquisa”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *