I Seminário de Integração Territorial da UEMASUL reúne lideranças, prefeitos e gestores da região tocantina

Criada para promover a educação superior e o desenvolvimento regional, a Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão recebeu do governador Flávio Dino a missão de planejar, articular e executar ações que visem a atuação da universidade nos 22 municípios de abrangência. Para tal, a instituição convocou prefeitos, vereadores e agentes públicos dos municípios da região para participar do “I SEMINÁRIO DE INTEGRAÇÃO TERRITORIAL UEMASUL-MUNICÍPIOS: Construindo as Diretrizes da Expansão Acadêmica”.

O evento, que aconteceu na última terça-feira (13), no auditório da UEMASUL em Imperatriz, teve grande adesão por parte dos municípios e contou com a presença do secretário de estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada e do deputado federal Deoclides Macedo. “A criação da UEMASUL mostra o compromisso do governo com a educação e com a região tocantina”, declarou o deputado Deoclides, que assumiu o compromisso de viabilizar recursos através de emendas para auxiliar na expansão da UEMASUL.

Ao secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada, coube apresentar a Rede Ciência Maranhão aos representantes dos municípios presentes. O secretário destacou também a importância do evento para a atuação da universidade na região. “Este seminário mostra o perfil democrático da universidade e do governo. Ouvir e dialogar são fundamentais para planejar e executar ações de forma efetiva”, afirmou.

Os prefeitos de Itinga e Estreito, Lúcio Flávio e Cícero Neco, respectivamente, marcaram presença no evento e já demostraram que os municípios querem efetivar parcerias com a UEMASUL. Em Estreito, a prefeitura está construindo um prédio que será doado à universidade, assim como o terreno vizinho onde será implantado um IEMA. Já a prefeitura de Itinga disponibilizou o prédio onde funciona uma escola para que a universidade possa implantar um polo. “A realidade é que não poderemos ter um campus ou um polo em todos os 22 municípios, mas existem várias possibilidades de atuação e com este seminário estamos dando os primeiros passos para termos de forma mais clara e que podemos fazer”, declarou Elizabeth Nunes Fernandes, reitora da UEMASUL.

Com uma participação exemplar, o município de Amarante esteve presente com prefeita Joice Marinho, acompanhada dos vereadores Sargento Aguiar, Hélio da Saúde, Perinha, Azevedo e Professor Netinho (Presidente da Câmara), além do secretário de educação, Edilson da Silva Vieira, da presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais Cleiva Silva e da coordenadora do IEMA, Geane Viana. “Os municípios responderam perguntas em nossa enquete, que vai nos dar uma visão mais ampla das necessidades e vocações de cada município. Nas próximas edições do Seminário poderemos ter propostas formatadas de atuação nos municípios”, acrescentou Expedito Barroso, vice-reitor da UEMASUL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *