UEMASUL promove seminário para debater expansão com prefeitos da região Tocantina

A Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão foi criada para promover a educação superior e o desenvolvimento regional em sua área de atuação, a região tocantina. São 22 municípios com grandes assimetrias sociais e com demandas com suas peculiaridades, mas que dividem uma forte identidade cultural e política. Neste sentido, a UEMASUL dá mais um passo importante dentro de sua missão institucional e convoca prefeitos, vereadores e agentes públicos dos municípios da região para participar do “I SEMINÁRIO DE INTEGRAÇÃO TERRITORIAL UEMASUL-MUNICÍPIOS: Construindo as Diretrizes da Expansão Acadêmica”.

O evento acontece no próximo dia 13 de junho, às 14h no auditório da UEMASUL em Imperatriz, e tem por objetivo iniciar a articulação e integração destes municípios visando a efetiva atuação e expansão da universidade. “Muitos prefeitos já estão em permanente diálogo com a UEMASUL, apresentando demandas, buscando parcerias e se colocando a disposição para o fortalecimento de nossa instituição, provando que a descentralização do ensino superior era não só necessária, quanto urgente”, declarou o vice-reitor da UEMASUL, Expedito Barroso, que no evento  apresentará a estrutura organizacional da instituição e sua atuação territorial.

Outra importante pauta do Seminário é a formação da Rede Ciência Maranhão, uma Iniciativa da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), que visa integrar instituições e iniciativas ligadas a Ciência, Tecnologia e Inovação do estado. A rede será formada pelas Secretarias Municipais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação, ou afins, e as instituições de ensino e da área científica e tecnológicas existentes no Maranhão. Para apresentar a rede estará presente no seminário o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada.

O evento será encerrado com a apresentação dos cursos promotores de capacitação e formação docente  de Ciências Naturais, feita pela professora Dra. Iane Paula Rego Cunha Dias, Coordenadora de Sustentabilidade e Integração Social. “Além de apresentar estas pautas, nós queremos também ouvir dos gestores as suas demandas e anseios. Ao final do seminário, iremos elaborar um documento que servirá de base para os outros seminários e que norteará futuramente a criação de novos cursos, polos e até mesmo outros campi”, declarou Elizabeth Nunes Fernandes, reitora da UEMASUL.

Reitoria cumpre agenda no campus de Açailândia

Os conceitos de autonomia, descentralização e democratização são os eixos norteadores na implantação e na gestão da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão. Nestes primeiros 150 dias de criação, vários avanços já foram conquistados, mas muitos outros desafios ainda precisam ser superados, e dentre eles está o isolamento do antigo CESA-UEMA, hoje Campus de Açailândia da UEMASUL.

Criado em 2012 a partir da doação do atual prédio pela empresa Vale, o campus sedia o Centro de Ciências Humanas, Sociais, Tecnológicas e Letras (CCHSTL) que conta com 4 cursos de graduação presenciais e atende a cerca de 500 alunos da cidade e região. E apesar da sua importância estratégica, o campus acumula problemas históricos que agora estão sendo resolvidos e contornados pela reitora. “Funcionaremos com uma reitoria itinerante, aproximando o campus e acompanhando de perto as demandas do campus. Estaremos periodicamente ouvindo, acompanhando e intervindo”, afirmou a reitora Elizabeth Nunes Fernandes que esteve na última quinta-feira com parte da administração superior despachando em Açailândia.

Dentre as pautas tratadas durante a agenda estava a readequação, reforma e ampliação do prédio, a normatização da comunicação administrativa, a abertura de licitação para aquisição de materiais de consumo e equipamentos, recadastramento de servidores, além do atendimento a questões pendentes relacionadas a matrículas e disciplinas ofertadas. Nas redes sociais da UEMASUL diversos estudantes de Açailândia manifestaram a expectativa por investimentos no campus. “Já estamos fazendo um estudo para a criação de um auditório, uma das grandes reivindicações dos alunos”, afirmou a reitora.

O diretor do CCHSL, professor Christiano Aguiar, destaca a importância da reitoria se fazer presente no campus, integrando os campi e dando mais agilidade para questão que dependem da ação da reitoria. “É sempre muito positivo quando a reitora e o corpo da administração superior cumpre agenda aqui. É uma forma de gestão mais democrática e eficiente. Os alunos e toda a comunidade acadêmica se sentem mais valorizados e participes no processo de consolidação da nossa universidade”, afirmou o diretor.

UEMASUL – Governador entrega etapa principal da reforma, assina ordem de serviço para novo campus e anuncia Restaurante Universitário

A Universidade Estadual da Região Tocantina (UEMASUL) é a concretização de um sonho e de uma luta que atravessou toda uma geração. Entretanto, a criação de uma nova universidade não acontece do dia para a noite, com a força de uma caneta ou de um decreto. Para que a UEMASUL seja realmente implantada e consolidada o Governo do Estado tem se mantido presente e feito vários investimentos na instituição.

No último sábado (20), o governador Flávio Dino esteve em Imperatriz para entregar a etapa principal das obras de reforma e ampliação do campus da UEMASUL e assinar ordem de serviço para a construção de novo campus para os universitários imperatrizenses. Durante a solenidade, governador atendeu prontamente a demanda dos estudantes, representados pelo Diretório Central dos Estudantes, que reivindicava a construção de um Restaurante Universitário. “Segunda-feira a reitora Elizabeth já pode procurar um espaço para instalar o R.U. Essa é uma reivindicação legítima e iremos atendê-la”, declarou o Governador.

Flávio Dino destacou também o papel estratégico da UEMASUL no desenvolvimento humano e social da Região Tocantina e que a autonomia administrativa e na gestão de recursos marca uma nova fase na história do ensino superior do Maranhão. “Demos mais um passo para realizar um sonho de décadas. Estive aqui sancionando a lei que criou a universidade e os resultados desses passos já estão sendo percebidos, por se ampliaram os investimentos a partir dessa autonomia. Nós temos agora a entrega desse prédio totalmente reformulado, vamos lançar o novo prédio e estamos com o planejamento da reitora com os cursos que serão lançados em 2018 a partir de um debate acadêmico e com a sociedade local”, afirmou o governador.

Uma das primeiras iniciativas após a criação da Universidade, as obras, que tiveram investimentos de R$ 3,1 milhões, incluíram reforma de 32 salas de aula, cinco laboratórios, salas do setor administrativo e da sede do Diretório Central dos Estudantes. O recurso foi aplicado também na construção de novas estruturas como a área de vivência com cantina e espaço para reprografia, além de um novo laboratório de informática. A reforma contou ainda com reparos na parte elétrica, hidráulica, telhado, piso, fachada e guarita e jardins.

A reitora da UEMASUL, Drª Elizabeth Nunes Fernandes costuma finalizar suas falas com um sonoro “Avante UEMASUL!”, o que de fato está acontecendo. No espaço de 140 dias, a instituição avançou em todos os aspectos. Além de toda a transformação no campus, o número de bolsas para iniciação científica, extensão e bolsas permanência tiveram um aumento substancial e a instituição já é uma das referências no apoio e desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação da região. “E por determinação do governador, avançaremos mais! Em 2018 já estaremos com um novo campus em Imperatriz e outro no Estreito, sem contar com o Restaurante Universitário que entrará em funcionamento dentro de alguns meses.

Com a ordem de serviço para a construção de um novo prédio assinada, as obras do campus que será localizado no Parque de Exposições Lourenço Vieira da Silva começam esta semana. O campus de Estreito, que será doado pela prefeitura do município, já está com mais de 60% da obra concluída. “Vamos agora reformular o campus de Açailândia, de modo que a autonomia só traz bons resultados para os alunos, os professores, vai abrir mais oportunidades de vagas e melhora a infraestrutura para que se tenha um ensino de mais qualidade”, acrescentou o governador.

Parcerias e Avanços

Egresso do antigo CESI/UEMA, o secretário de Infraestrutura Clayton Noleto foi de fundamental importância para as conquistas da UEMASUL. Além de gerir a reforma e readequação através da SINFRA, Clayton fazia questão de estar constantemente na obra, fiscalizando de perto os trabalhos. “Ingressei na universidade em 1995 e já havia essa dupla vontade de da emancipação e autonomia, que foi concedida com muita coragem pelo governador Flávio Dino, pela crença que ele tem em defesa da região Tocantina. E hoje com a entrega desse prédio com novas instalações, totalmente reformado e com a ordem de serviço para a construção de um novo prédio são avanços muito significativos”.

Outro órgão fundamental para o processo de implantação e consolidação da UEMASUL foi a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação. Além de fazer a doação de livros, computadores e laboratórios completos, a determinação do secretário Jhonatan Almada foi que todos os editais da secretaria e da FAPEMA também fossem lançados na UEMASUL. Através de sua redes sociais Jhonatan anunciou a doação de um laboratório de informática que já está montado e disponível para a comunidade acadêmica. “Comemorando a inauguração da reforma do campus-sede da UEMASUL entregamos laboratório de informática completo”, anunciou o secretário em sua conta do Twitter.

“É um grande momento, histórico para a educação na Região Tocantina. Estamos aqui, a comunidade discente e docente, para construirmos juntos uma universidade em um processo em que todos nós devemos participar, devemos estar atuantes. Vamos à luta para construir a universidade que todos nós queremos, uma universidade de todos nós”, enfatizou o aluno Julio Cesar da Conceição.

 

Etapa principal da reforma e ampliação da UEMASUL será entregue neste sábado

Com a presença do Governador Flávio Dino, será entregue neste sábado (20), a etapa principal das obras de reforma e ampliação do campus da Universidade Estadual da Região Tocantina (UEMASUL) em Imperatriz. O governador assina também a ordem de serviço para a construção de um novo campus para a instituição. A iniciativa atende a uma demanda histórica de toda a região tocantina, alavanca a qualidade de ensino da UEMASUL e cria bases para a expansão do ensino superior em nosso estado.

Um dos principais anseios conquistados com a criação da Uemasul é a autonomia na administração e na gestão de recursos. “A Região Tocantina já merece uma ação como essa há muitos anos. Estávamos em um prédio dos anos 60, construído para uma escola de primeiro grau. Já havia escolas de Ensino Médio com uma estrutura melhor que a nossa, tamanha era nossa defasagem. Essa reforma é o primeiro passo de muitos outros que ainda serão dados”, disse o professor Siney Ferraz, que trabalha na instituição há 25 anos.

Executadas pela secretaria de Estado da Infraestrutura, os serviços começaram em janeiro, sendo uma das primeiras iniciativas após a criação da universidade. Com um investimento de R$ 3,1 milhões foram reformadas até 32 salas de aula, 5 laboratórios, salas do setor administrativo e da sede do Diretório Central dos Estudantes. O recurso foi aplicado também na construção de novas estruturas como a área de vivência com cantina e espaço para reprografia, além de um novo laboratório de informática.

Para a reitora da UEMASUL, Elizabeth Nunes Fernandes, este investimento foi fundamental para que a comunidade percebesse a ideia de uma nova instituição. “Além da modernização administrativa, era necessário que as pessoas vissem que é uma nova universidade, além do impacto visual de quem passa em frente de nossa instituição, esta reforma trouxe um novo ambiente, mais digno, para alunos, professores e demais servidores”, enfatizou a reitora. A reforma contou ainda com reparos na parte elétrica, hidráulica, telhado, piso, fachada e guarita e jardins de convivência.

Mariana Soares faz parte do Diretório Acadêmico de Letras (DALIL) e para ela a reforma é simbólica. De acordo com a estudante, a criação da Uemasul, sancionada pelo Governador Flávio Dino em setembro, possibilita que o tripé ensino, pesquisa e extensão tenha mais harmonia com a vocação do Sul do Maranhão. “É a consolidação de uma luta de anos, por um espaço de produção de conhecimento, que terá um reflexo positivo para toda a sociedade”, acrescentou.

Já Sara Fontinele, do Centro Acadêmico de História (Cahis), diz que depois de mais de 20 anos de espera e de luta vê problemas cruciais sendo solucionados, depois da implantação da Uemasul, como o distanciamento geográfico, político e institucional que barravam a atendimento das principais demandas da universidade. “Agora temos mais condições, em todos os aspectos, de ter avanços no ensino superior regional”, finalizou.

ASCOM/SINFRA com contribuição ASCOM/UEMASUL

Lançado o edital de isenção do pagamento de inscrição para o vestibular UEMA/UEMASUL

A Universidade Estadual do Maranhão divulgou o edital com as normas para o pedido de isenção da taxa de inscrição do vestibular PAES 2018 – Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior. O pedido é válido também para os alunos que queiram ingressar na Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão, uma vez que as instituições assinaram no início do ano um acordo de cooperação que prevê o processo seletivo unificado em 2017/2018.

O pedido de isenção deve ser feito no período de 08 de maio a 02 de junho de 2017, somente pela internet, no endereço http://www.sps.uema.br/auth . A novidade deste ano é que não será mais necessário entregar cópias de documentos, pois os documentos originais devem ser enviados de forma escaneada (formato PDF ou JPG ou PNG) no ato do preenchimento da ficha on line.

Pode pedir a isenção da taxa de inscrição do vestibular é necessário ter sido aluno de escola pública nos últimos 5 anos (isso inclui todo ensino médio e as duas últimas séries do ensino fundamental), ser declaradamente pobre com renda mensal familiar igual ou inferior a dois salários mínimos ou ter conta de energia elétrica da residência familiar, referente ao mês de janeiro ou fevereiro ou março de 2017, indicando consumo médio mensal igual ou inferior a 100 kw/h, ou ser funcionário da UEMA ou seu dependente legal.

Está dispensado de pedir a isenção do pagamento da taxa de inscrição, o candidato que tiver sido dispensado dessa taxa nos últimos cinco anos, desde que tenham sido mantidos os requisitos que geraram a isenção.

Clique aqui para ter acesso ao edital completo.

Com colaboração ASCOM/UEMA

UEMASUL abre inscrições para 40 vagas de estágio em diversas áreas

Estão abertas as inscrições do primeiro processo seletivo de estágio não obrigatório da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL). São ofertadas 40 vagas, distribuídas em diversos setores da instituição, nos campus de Imperatriz e Açailândia. As oportunidades são para estágio com jornada diária de seis horas e bolsa auxílio mensal no valor de R$ 620,00. As inscrições são gratuitas.

Podem se inscrever estudantes de qualquer instituição (pública ou privada), matriculados nos cursos de graduação em Direito, Jornalismo, Ciências Contábeis, Serviço Social, Engenharia Agronômica, Engenharia Florestal, Medicina Veterinária, Letras, Pedagogia, Administração, História, Geografia, Engenharia Civil, Tecnólogo em Gestão Ambiental, Biologia, Química, Matemática, Física ou Ciências da Computação. Os candidatos devem ter idade mínima de 18 anos, ter concluído pelo menos três períodos e não ter vínculo empregatício ou outra forma de remuneração de qualquer natureza.

Em Imperatriz, as inscrições são presenciais e devem ser realizadas até o dia 15 de maio, na Divisão de Estágio e Monitoria da UEMASUL, de 9h às 12h e das 14h às 18h. Já os candidatos às vagas ofertadas no Campus Açailândia devem se inscrever até o dia 12 de maio, na secretaria do campus, no horário das 13h às 21h.
A seleção dos candidatos se dará por meio de requisitos de inscrição, análise do coeficiente de rendimento acadêmico, análise do currículo e entrevista. A divulgação do resultado final está prevista para o dia 26 de maio de 2017. Confira aqui o quadro de vagas ofertadas no seletivo de estágio.
Diego Sousa / ImperaNews  com colaboração da Ascom-UEMASUL