Diretor(a)


Nome: Ronaldo Neri Farias
Email Institucional: ccent@uemasul.edu.br
Curriculo Lattes

Perfil do Curso

O físico seja qual for sua área de atuação, deve ser um profissional que, apoiado em conhecimentos sólidos e atualizado em Física, deve ser capaz de abordar e tratar problemas novos e tradicionais e deve estar sempre preocupado em buscar novas formas do saber, e do fazer científico ou tecnológico. Em todas suas atividades, a atitude de investigação deve estar sempre presente, embora associada a diferentes formas e objetos de trabalho.

Dentro deste perfil geral, pode-se distinguir perfis específicos que podem ser tornados como referencial para o delineamento de perfis desejáveis dos formandos em Física, como referencial da diversificação curricular proporcionada através de módulos sequenciais complementares ao núcleo básico comum. Como nós vamos formar professores de Física vamos nos preocupar com o perfil descrito:

Físico Educador – dedica-se preferentemente à formação e à disseminação do saber científico em diferentes instâncias sociais, seja através da atuação no ensino escolar formal, seja através de novas formas de educação científica, como vídeos, “softwares”, ou outros meios de comunicação. Não ater-se-ia ao perfil da atual Licenciatura em Física que está orientada para o ensino formal e médio.

O profissional formado em Licenciatura Física deve possuir as seguintes características:

  • Possuir sólidos conhecimentos da fenomenologia e boa formação teórica, dominando instrumentos conceituais, operativos e modelos paradigmáticos.
  • Possuir capacidade de abstração e de modelagem de fenômenos.
  • Ter boa experiência laboratorial, saber planejar e realizar experimentos e medições, saber utilizar os recursos da informática.
  • Saber aplicar conhecimentos e metodologias de física a fenômenos e processos de diversas áreas do conhecimento.
  • Conhecer a importância da física para o desenvolvimento de áreas afins.
  • Ser um transmissor e divulgador dos princípios da ciência, com capacidade para expressar-se com clareza, precisão e objetividade.
  • Possuir visão abrangente do papel do educador, com capacidade de criação e adaptação de métodos pedagógicos ao seu ambiente de trabalho.
  • Possuir visão abrangente da função da ciência enquanto elemento básico de desenvolvimento do país.
  • Manter uma ética de atuação profissional e a consequente responsabilidade social, compreendendo a ciência como processo histórico desenvolvido em diferentes contextos sociopolíticos culturais e econômicos.
  • Ter capacidade de atuar em equipes multidisciplinares.

Reafirma-se a preocupação com a formação e a disseminação do saber científico em diferentes instâncias sociais, além do ensino escolar capazes também de abordar e tratar problemas com atitude investigativa. Ainda sob a orientação das Diretrizes Curriculares para a Formação de Professores para a Educação Básica, o formando terá “a pesquisa, como foco do processo de ensino e de aprendizagem, uma vez que ensinar requer, tanto dispor de conhecimento e mobiliza-los para a ação, como compreender o processo de construção do conhecimento”. (Diretrizes Curriculares de Formação de Professores, Art. 3º, inciso III).